Toronto: 5 opções para comer bem na simpática metrópole canadense

Acredita-se que o nome “Toronto” se origina da palavra indígena que significa “lugar de encontro”. E a nomenclatura não poderia ser mais apropriada: a população de 2,8 milhões de habitantes é composta por uma grande porcentagem de imigrantes das mais diversas nacionalidades. Conhecer Toronto é conhecer o mundo todo em um só lugar. Passear entre os bairros de Chinatown, Little Italy, Little Portugal, Greektown, Little India e Little Poland é como ir de um país a outro em apenas alguns minutos. Todo esse mix generoso de culturas se reflete, é claro, na gastronomia. O resultado pode ser visto desde as barraquinhas do St. Lawrence Market até restaurantes sofisticados comandados por grandes chefs. É no St. Lawrence Market, aliás onde você pode aproveitar para comer, entre diversas iguarias, o tradicional Peameal Bacon Sandwich – prato mais típico da cidade feito com pão, bacon e outros ingredientes variáveis, como queijos e honey mustard.

PicMonkey Collage4
Bairro China Town em Toronto
PicMonkey Collage5
St. Lawrence Market

Além disso, a preocupação com o meio-ambiente é levada a sério entre os canadenses, inclusive na cozinha. Em sua grande maioria, os chefs procuram usar apenas ingredientes locais e da estação. Os menus são pensados e montados conforme o que há de disponível no país. Um exemplo a ser seguido, certo? E se a pedida for um lugar mais bacanudo ou com clima mais romântico, recomendo o restaurante Canoe, comandado por Anthony Walsh  e John Horne. O local combina a excelente comida com a vista espetacular sobre a cidade e a CN Tower. Aconselho ir para o jantar, pois a vista fica ainda mais bonita. Os pratos variam de 39 a 55 dólares canadenses.

Comidinhas e vista do restaurante Canoe
Comidinhas e vista do restaurante Canoe

Outro restaurante que tive a chance de conhecer foi o Nota Bene, que também é uma ótima opção para quem busca comida de alta qualidade, mas dessa vez em terra firme (e não lá nas alturas, como no Canoe). O ambiente em si não impressiona, mas o estabelecimento foi nomeado recentemente como o melhor novo restaurante da cidade pela revista Toronto Life & Air Canada’s Enroute. O Nota Bene fica naquele bairro descolado que citei no post anterior sobre Toronto, o West Queen West (veja aqui). Foi nesse restaurante que notei um fato interessante: os canadenses tem o hábito de comer queijos como sobremesa, portanto não se surpreenda se encontrar essa opção no menu ou ver alguém com uma tábua de queijos na mesa ao lado depois de já ter mandado ver no prato principal. PicMonkey Collage7 Enquanto isso, o Bosk Restaurant, do hotel Shangri-La, traz a expertise do chef Jean-Paul Lourdes e culinária de altíssima qualidade. Como fiquei hospedada no Shangri-La, aproveitei o café da manhã todos os dias. O “porridge” que eles fazem e o yogurte com granola são simplesmente os melhores que já comi. Vale a pena ir tanto para um brunch quanto para o almoço ou jantar. Para quem prefere um lugar mais descontraído a dica é o Mildred’s Temple Kitchen, que traz um cardápio bastante variado e contemporâneo, assim como sua decoração. Achei o lugar uma graça e a comida é aquela coisa mais descomplicada, mas simplesmente maravilhosa. Muitos dos pratos são feitos para dividir. O preço é melhor ainda. As porções vão de 6 a 14 dólares.

Publicado por Bruna Aranguiz

Paulistana, jornalista e viajante. Vivendo na Irlanda.

2 comentários em “Toronto: 5 opções para comer bem na simpática metrópole canadense

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: